Os 5 produtos de limpeza que mais agridem o meio ambiente

Você conhece os produtos que mais poluem o meio ambiente?

É muito importante saber quais são os principais produtos que agridem a sua saúde e ao nosso planeta.

Dessa forma, você consegue conscientizar mais pessoas, e fazer uso de produtos que trará benefícios ambientais, e orçamentais no final do mês também.


1º Sabão lava roupas e louças


Apesar do nome “sabão em pó” ele possui um tensoativo sintético como nos detergentes (provindo do petróleo). Além da propriedade tensoativa, comum aos sabões e detergentes, o sabão em pó possui agentes sequestrantes e quelantes. Esses compostos retiram os íons de cálcio e magnésio que estão presentes na água e que podem reduzir a ação do sabão. Pode-se utilizar vários tipos de substâncias para essa finalidade, como os fosfatos por exemplo.

Esses compostos, apesar de aumentarem a eficácia, baratearem o custo do produto final e serem atóxicos, causam diversos problemas ao meio ambiente. Um deles é a eutrofização que compromete os recursos hídricos e a vida aquática.

Os sabões em pó utilizados para lavar roupas são os que mais possuem poder de limpeza pela adição desses vários aditivos, mas em contrapartida, são os mais poluentes e os que mais agridem a pele.

2º Limpador Multiuso

O limpador multiuso comum, além de fragrâncias, coadjuvantes e água, têm como componente principal na sua formulação uma substância chamada LAS (sulfonato de alquilbenzeno linear).

O LAS é um surfactante tensoativo aniônico. Isso significa que ele possui alto poder espumante, alta detergência e alta umectância.

Para dar fragrância também são utilizados compostos orgânicos voláteis, os chamados VOCs. O problema é que alguns tipos de VOCs, mesmo que sejam de origem natural, podem causar danos á saúde.

Essas características tornam o limpador multiuso a base de LAS, após seu uso na limpeza, um empecilho à saúde humana e ao meio ambiente.

3º Desinfetante

De utilização muito frequente no dia a dia, os produtos de limpeza podem ser muito prejudiciais para o meio ambiente. Isso porque esses produtos químicos contêm substâncias capazes de afetar diretamente os ecossistemas, alterar a oxigenação da água e até poluir rios, lagos e mares.

Além de prejudicar a oxigenação e, consequentemente, toda a vida marinha, a contaminação da água por produtos de limpeza pode ser prejudicial à saúde humana — especialmente em regiões em que não há saneamento básico adequado.

4º Água sanitária


Sendo popularmente conhecida como cloro, este item de limpeza encontra-se presente quase que integralmente, em todos os ambientes e locais onde se faz necessário algum processo de limpeza e/ou higienização. Sobretudo, produtos derivados do cloro, também fazem parte da lista de material e itens de limpeza, seja essa lista de materiais profissionais ou caseiros.

A água sanitária é uma solução de Hipoclorito de Sódio e Cloro. É utilizada para limpar e desinfetar os mais variados ambientes e alimentos. Entretanto, como qualquer outro produto químico, a água sanitária também pode apresentar riscos e malefícios a nossa saúde, caso não seja manipulada e/ou utilizada respeitando as orientações dos fabricantes. E é a partir desta condição, que a água sanitária passa a apresentar riscos.

Devido sua composição, o cloro apresentou grande efetividade em desinfetar a água, uma vez que, após experimentos iniciais realizados, descobriu-se que este produto era capaz de matar a cólera (doença bacteriana que provoca disfunções intestinais graves e desidratação), normalmente transmitida pela água. Tal estudo obteve grande relevância, uma vez que possibilitou mitigar a perda de vidas em razão da doença.

Ademais, um estudo realizado na Holanda, Finlândia e Espanha com mais de 9000 crianças mostrou que a utilização frequente da água sanitária – ao menos uma vez por semana – para higienização, pode provocar aumento de diversas doenças respiratórias como: gripe (20% à mais), amigdalite (35% à mais), sinusite, bronquite e pneumonia.



5º Detergente



Você já se perguntou o que acontece com a espuma do detergente que vai para o ralo depois que você lava a louça? Diariamente, produtos de higiene como sabão, detergente e outros usados nas residências e indústrias atingem os sistemas de esgoto e, sem o devido tratamento, acabam indo parar em rios e lagos. Lá, causam diversos impactos nos corpos hídricos e na vida aquática.

Os detergentes, se acumulam no meio ambiente formando uma camada de espuma, essa impede a entrada de gás oxigênio na água.

Na água existem micro organismos produzindo enzimas capazes de quebrar as moléculas de cadeia carbônica linear, que é o caso dos sabões. Essas enzimas não reconhecem as cadeias ramificadas como as dos detergentes, sendo assim, eles permanecem na água sem sofrer decomposição, causando a poluição

Mas é possível substituir esses produtos?


A Expert Clean é uma empresa que trabalha com produtos biodegradáveis e sustentáveis que visam promover a saúde e trazer menos impacto ao meio ambiente, visando também a economia de água.

Além disso, você ode adotar o costume de utilizar produtos naturais e até mesmo caseiros. A limpeza com produtos sustentáveis não se torna menos eficaz, pelo contrário, tudo se torna uma questão de hábito.

De acordo com estudo do Sebrae, entre as principais vantagens de optar por artigos de limpeza sustentáveis estão:


  • o aumento da durabilidade dos produtos;

  • a geração de economia para o transporte e armazenamento de produtos;

  • a influência na rentabilidade dos produtos de limpeza, gastando menos matérias-primas;

  • a diminuição da poluição;

  • a redução da geração de resíduos;

  • o processo de limpeza mais rápido e eficiente.

Saiba mais informações dos nossos produtos através do nosso site!


1 visualização0 comentário