top of page

Bactérias - o inimigo oculto dos lutadores

Atualizado: 7 de nov. de 2022

Para evitar qualquer tipo de problema aos atletas, praticantes ou frequentadores em geral. Todos passam por um inimigo oculto, minúsculo, imperceptível aos olhos, mas capaz de comprometer a saúde e o desempenho nos treinos e competições. Conhecidas como, as bactérias do tatame, elas multiplicam-se em toda parte e em grande volume nos locais onde a atividade física é constante, em nosso caso o tatame.


O tatame é o local mais sagrado para qualquer lutador, é um local que deve imperar o respeito, pois ali é o lugar que os atletas passam a maior parte do seu tempo, onde aprender as técnicas de lutas e mais do que isso aprendem a ter caráter e a se tornar pessoas de bem.


Muitas das vezes nos só olhamos a parte filosófica do tatame, no entanto apesar de sagrado e ser um local onde acontecem os treinos e aprendemos filosofia de vida é um lugar que pode conter perigos que são invisíveis os olhos mas pode trazer sérios riscos a nossa saúde e nos afastar por um bom tempo dos treinos. Por esse motivo que precisa ser higienizado constantemente para garantir a saúde e a integridade física daqueles que o frequentam.






O perigo que mora nos tatames

As bactérias, vírus e fungos que estão presente nos tatames podem se tornar um grande problema na vida daqueles que por um descuido, vierem a contraí-los. As vezes estamos tão preocupados em treinar que esquecemos de cuidados básicos que podem salvar a nossa vida e a vida de nossos companheiros de treino.

Várias partes do nosso corpo estão em constante contato com o espaço destinado a prática dos treinos, boca, nariz e toda a pele. Todos tem interesse de se manter saudável, treinando e sem qualquer problema sério que o impeça de realizar as atividades que deseja, por esse motivo todos devem estar unidos num mesmo propósito para o benefícios de todos.


As bactérias mais comuns nos atletas e praticantes de jiu-jitsu são Staphylococcus (Estafilococos) e Estreptococo (que causa a erisipela), bactérias que afastaram o professor Mateus Bernardi dos tatames por algumas semanas. Segundo o professor Mateus Bernardi que há mais de 18 anos ministra aulas de jiu-jitsu ainda há uma tradição antiga que treinar com kimono sujo seria uma demonstração que o atleta era “casca grossa”, mas hoje sabemos que isso é uma falta de higiene que pode provocar problemas sérios. Segundo o professor Mateus, outra tradição antiga, é sobre a faixa, pois lavar a sua faixa não irá tirar da sua mente e do seu corpo o que você aprendeu durante anos de treinamento. Isso é uma cultura que foi passada de geração em geração, entenda que lavar a faixa só a deixará limpa e não limpará o seu cérebro junto com ela. A faixa está em constante contato com suor e impurezas nos tatames, e assim como o kimono é um excelente hospedeiro para os micro-organismos.

dicas de como evitar a contaminação de bactérias

  • Limpeza diária do tatame

A limpeza dos tatames deve ser algo frequente e com produtos específicos que eliminem esses pequenos que podem seres mortais. O ideal é que esta limpeza seja feita após todos os treinos, pois suor e saliva estão presentes no local e podem facilitar a proliferação desses inimigos indesejáveis. De preferência por produtos que matem fungos e bactérias, eliminando o mau odores e conservando o material do tatame.


  • Kimono limpo e higienizado

Foi-se a época em que kimono sujo era sinal de casca grossa, hoje além de ser desrespeitoso com os seus colegas de treino, falta de higiene pode ser também um grande perigo para sua saúde e para a saúde dos outros também.


  • Banho antes e depois dos treinos

Sempre que possível tome um banho antes do treinos isso contribui para que você não traga impurezas da rua para o dojô e sempre, sempre tome banho após o treino, mesmo com todas as devidas medidas de precaução tomada o tatame ainda está infestado de bactérias, usar sabonetes bactericidas são uma excelente estratégia também.


  • Cuide dos seus ferimentos

Lutadores sempre terão feridas, mesmo que pequenas e são um prato cheio para bactérias e fungos, por esse motivo sempre proteja muito bem seus ferimentos e caso não seja possível evite treinar e frequentar o tatame enquanto eles não estiverem completamente curado melhor um tempo sem treinar do que comprometer a sua saúde.


  • Não pise no tatame com sapatos

O chão está infestado de impurezas e microrganismos perigosos, por esse motivo você sempre deve estar calçado ao pisar fora dos tatames e jamais deve pisar com calçados dentro da área de luta, o tatame é o local que está em constante contato com diversas partes do nosso corpo por isso deve estar sempre limpo e livre de impurezas.



Higienizador de tatame expert clean sports by prime






Fácil de usar » Remova o excesso de suor com o auxílio de um rodo com pano seco e limpo (exclusivo para essa finalidade); » Borrife o Higienizador de Tatames e espalhe o produto com um rodo com pano limpo e seco, ou, Mop Spray. » Aguarde alguns instantes (período de secagem)


Pronto! O tatame estará devidamente higienizado, livre de contaminações, alunos e professores protegidos!

Eficácia de controle microbiológico registrada na ANVISA. Biodegradável. Dermatologicamente testado.

O Higienizador de Tatames Prime Esportes by EXPERT:


» Prolonga a vida útil dos tatames » Previne Odores de suor » Evita multas da vigilância sanitária » Protege os alunos de contaminações cruzadas » Agrega valor no ambiente de treino


Como Funciona o Higienizador de Tatames?

1. Abasteça o pulverizador Expert ou Mop Spray








2. Enxugue o suor do tatame com rodo e pano seco específico para essa finalidade.

Atenção: Não mistures os panos, mantenha um jogo de panos diferentes, sendo 1 para enxugar o excesso de suor e outro para espalhar o produto. Dica: Utilize cores de panos diferentes.










3. Aplique o Higienizador borrifando diretamente no tatame








4. Espalhe o higienizador com rodo e pano limpo e seco específico para essa finalidade ou utilize o mop spray sempre mantendo o refil de microfibra seco, limpo e também específico para esse fim.









5. Aguarde alguns instantes para secar. Pronto! Seu Templo de treino está devidamente Higienizado!

120 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page